Como precificar as peças de revenda | Jeans Darlook - Loja de Atacado no Brás

Como precificar as peças de revenda

Pode nem parecer, mas ter dúvidas de como precificar as peças de revenda é algo bastante comum no varejo de moda. Isso porque existem várias formas de se fazer isso e cada uma delas impacta diretamente nos resultados do negócio. Logo, para criar e desenvolver um plano de precificação inteligente é importante se atentar a alguns aspectos como: os custos que se tem com a produção ou aquisição de produtos, despesas fixas e variáveis, a média do mercado, entre outros.

Confira nesse artigo como precificar as peças de revenda para garantir a aceitação do público e gerar excelentes lucros para a sua loja de roupas!

Contabilize os custos e despesas

A forma mais comum de precificar as peças de uma loja é efetuar o levantamento dos custos e despesas do negócio. Esse total encontrado é o que vai determinar o valor mínimo necessário para cobrir os gastos e gerar lucros.
Para isso, considere: os custos de produção ou aquisição com fornecedores, despesas com infraestrutura (aluguel, luz, água, limpeza...), gastos com estratégias de marketing e vendas, campanhas publicitárias, etc.
 
Ao levantar essas informações financeiras, divida o valor total pela quantidade de peças para definir o custo de cada unidade. Por exemplo, se a sua loja gastou R$ 50 mil e possui um estoque com 2.500 peças, o custo atual é de R$ 20,00 por unidade. 
 
Nesse caso, logicamente, o preço para revenda deve ficar sempre acima desse valor. O ideal é que você consiga ter um lucro médio mensal em torno de 70%, a depender também dos valores trabalhados pelo mercado.
 

Estudo os preços da concorrência

Outro ponto importante que vai te ajudar a entender como precificar as peças de revenda em sua loja de roupas é pesquisar e estudar os preços trabalhados pelos seus concorrentes.
Para isso, você deve fazer uma avaliação criteriosa do mercado no qual atua, preços praticados, estratégias de venda e de divulgação, novidades e diferenciais oferecidos aos consumidores.
 
Vale lembrar que o valor deve ser inferior se a sua marca não for conhecida e superior se ela já for consagrada e contar com um número considerável de clientes dispostos a pagar pelo valor agregado (reputação, qualidade, experiência...).
 
Entender o que o público valoriza nos concorrentes e aquilo que não é tão bom assim, contribui não só para a precificação das peças, mas também para planejar e aplicar estratégias mais efetivas de comunicação e vendas.
 

Leve em consideração o valor agregado

Como dissemos no tópico anterior, o valor agregado pode ser um diferencial para você aumentar o preço das peças e se manter em uma posição vantajosa em relação a uma boa parcela dos concorrentes.

O valor agregado diz respeito ao reconhecimento da sua marca, como ela é vista pelo público, a experiência vivida pelos clientes, benefícios e facilidades adicionais que a sua loja de roupas oferece, etc. Para as marcas bem posicionadas no mercado, essa se mostra uma excelente forma de precificar os produtos, elevar o faturamento e os lucros, favorecendo o crescimento exponencial do negócio.
 
Mais uma vez ressaltamos: estude a concorrência e visite outros comércios de moda para poder trabalhar com preços justos, que tragam vantagens tanto para sua loja quanto para o consumidor. Fique esperto!
 
Gostou de saber como precificar as peças de revenda em sua loja de roupas? Comente aqui se você utiliza outro meio do qual não falamos. Até mais!

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário

var $_PowerZAP = { defaultCountry: '+55', widget_id: '5813', company: "11083" }; (function(i,s,o,g,r,a,m){ i[r]={context:{id:'c138d11dfc90f3abf984c05cd4cb3bbf'}};a=o;o=s.createElement(o); o.async=1;o.src=g;m=s.getElementsByTagName(a)[0];m.parentNode.insertBefore(o,m); })(window,document,'script','https://w-cdn.huggy.io/widget.min.js?v=7.4.0','pwz');