Marketplace: 4 dicas para começar a vender | Jeans Darlook - Loja de Atacado no Brás

Marketplace: 4 dicas para começar a vender

O marketplace são sites, administrados por empresas específicas, que permitem aos lojistas divulgarem e venderem seus produtos. O mais conhecido e, talvez, antigo marketplace é o Mercado Livre. 
Dentro desse ambiente, o lojista cria uma conta e insere quantos produtos quiser. O envio e a administração da conta é de responsabilidade de cada vendedor.  O Marketplace cobra uma porcentagem pelas vendas ou taxa mensal para quem quer usar o serviço.
A seguir, mostraremos um passo a passo para te ajudar a investir nesse modelo de divulgação e vendas. Confira!

Em qual marketplace vender?

A melhor forma de escolher o marketplace ideal para vender suas roupas é identificar quais são os portais com mais acessos. O volume de acessos vai fazer com que os seus produtos tenham mais chances de chegar até o maior número de pessoas. Os principais canais são:
B2W Marketplace;
Mercado Livre;
Cnova;
Walmart;
Amazon.
Um dos maiores benefícios de usar esse tipo de divulgação é que a sua loja não fica limitada apenas ao espaço físico, podendo chegar ao maior número de pessoas. 
 

Como funciona a comissão nos marketplaces

Cada marketplace tem seu próprio modelo de negócio, com isso a cobrança do percentual sob as vendas também varia. No geral, a cobrança fica em torno de 15%. Dentro do valor, estão as despesas com a divulgação dos produtos, garantia de segurança nas operações financeiras, análise de fraude, etc. 
Ou seja, além de aumentar as possibilidades de divulgação da sua marca, vender em um marketplace proporciona maior segurança para sua empresa. Vale lembrar também que cada seller conta com a sua própria política de vendas, o ideal é conferir em cada site. 
 

Como começar a vender em um marketplace

Passo 1. Cadastro

Para começar, é necessário fazer um cadastro no site de interesse. 
 

Passo 2. Documentação

marketplace

Em seguida, alguns marketplaces podem exigir o envio da documentação da loja. Essa exigência pode variar de acordo com o seller, mas no geral os documentos necessários são:
Comprovante de Inscrição e Situação Cadastral perante a Receita Federal (CNPJ);
Comprovante de Inscrição Estadual;
Declaração do regime de tributação;
Consulta Pública ao Cadastro do Estado (SINTEGRA – ICMS);
Alvará de funcionamento do estabelecimento (localidade) que irá disponibilizar produtos;
Certidão Negativa de Débitos Tributários – Tributos Federais e Dívida Ativa da União;
Certidão Negativa de Débitos Trabalhistas – CNDT;
Certidão Negativa de Débitos Previdenciários;
Certidão Negativa de Falência e Concordata – Estado (matriz e filiais);
Certidão dos Distribuidores Cíveis do Estado sede;
Certidões dos Distribuidores Criminais do Estado sede (em face dos representantes 
legais e referentes ao CNPJ do Fornecedor);
Certidão de distribuição de ações e execuções cíveis e criminais da Justiça Federal
Contrato/ Estatuto Social atualizado (constituição e última alteração) + Certidão simplificada do SINREM (obtida na Junta Comercial do estado sede).
 
Providencie as cópias digitais de todos esses documentos para agilizar o cadastro. 
 

Passo 3. Aprovação

marketplace

Em seguida, o cadastro da loja vai passar por uma aprovação, que pode variar de acordo com cada marketplace. Alguns aprovam automaticamente, enquanto outros seguem uma triagem e avaliação mais rigorosa, podendo até negociar as comissões. 
 

Passo 4. Início das vendas

marketplace

Após ser aprovado, você deverá enviar as informações dos seus produtos para o marketplace. Grande parte dos Sellers permitem a sincronização com sistemas de envio automático, dessa forma o processo se torna mais simples. Os produtos passam por uma triagem, para avaliar que as fotos são adequadas, a descrição está clara e outros fatores.
 
Com tudo aprovado, os produtos começam a ser divulgados. Os clientes realizam as compras, diretamente no site e o vendedor precisa acompanhar o sistema periodicamente. O marketplace recebe pela venda e a responsabilidade da entrega é do vendedor, bem como as trocas e devoluções. Mensalmente, o marketplace repassa o valor das vendas, cobrando as taxas negociadas. 
 
Viu só como o processo é bem simples? Preparado para expandir suas vendas? Comece agora mesmo a divulgar os seus produtos nos marketplaces e aumente seu faturamento. 

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário