Como evitar a devolução de produtos na loja | Jeans Darlook - Loja de Atacado no Brás

Como evitar a devolução de produtos na loja

A devolução de produtos é uma situação natural no comércio. O cliente pode devolver o produto, caso encontre algum defeito ou avaria no produto. Outra situação em que a devolução é direito do consumidor é em compras realizadas fora do estabelecimento. Isso quer dizer que compras feitas por catálogo, pela internet ou por telefone garantem ao consumidor o direito de arrependimento. Ou seja, desistir da compra.
 
No comércio de roupas, a venda pela internet, seja e-commerce, redes sociais ou WhatsApp é comum e tem crescido nos últimos anos. Estar atento aos direitos dos clientes e deveres do comerciante é fundamental para evitar prejuízos. Veja a seguir, como evitar a devolução de produtos na loja. 

A devolução de produtos é direito do consumidor

De acordo com o artigo 49, do Código de Defesa do Consumidor, o cliente tem o direito de devolver um produto adquirido em uma loja em algumas situações específicas, são elas:

Compras fora do estabelecimento

O cliente tem até sete dias para desistir de qualquer compra ou contratação de serviço que for feito fora do estabelecimento. Compras realizadas através de redes sociais, aplicativos de bate-papo ou em uma loja online entram nessa regra. Nesses casos, o consumidor deve ter qualquer valor pago atualizado e devolvido. Além disso, deve comunicar a loja sobre sua desistência no prazo de sete dias. 

Produto com defeito

Produtos adquiridos na loja ou em qualquer outro meio podem ser devolvidos por causa de vício do produto. Vício é quando o produto apresenta algum defeito. Nesse tipo de situação, o cliente deve acionar a empresa, que por sua vez tem o direito de corrigir o defeito em até 30 dias. 
O cliente tem o direito de cancelar a compra e receber o seu dinheiro de volta se a empresa não cumprir com essa regra. 

Descumprimento da oferta

O descumprimento da oferta é quando o cliente adquire um produto diferente do que foi ofertado ou prometido na venda. Nesses casos, de acordo com o artigo 35 do Código de Defesa do Consumidor, o cliente tem três alternativas:
 
Exigir o cumprimento da oferta;
Aceitar outro produto ou prestação de serviço equivalente;
Rescindir o contrato ou devolver o produto e ter o dinheiro devolvido.
 
Todas as situações apresentadas causam estresse não só para o cliente, mas também para o lojista. Afinal, ninguém quer prejudicar o consumidor ou transmitir uma imagem ruim. Algumas práticas podem te ajudar a evitar que esse tipo de situação aconteça. Veja quais são a seguir. 
 

5 formas de evitar a devolução de produtos

1. Cuidado com a descrição do produto ou oferta

Sempre que for fazer um anúncio de um produto ou oferta, seja por mensagem de texto em aplicativo de conversas, nas redes sociais ou em um cartaz na sua loja, atente-se para a mensagem. Coloque todas as informações mais importantes no anúncio, de forma que fique visível. Caso o produto divulgado tenha características específicas, dê destaque a essas informações. 
 

2. Evite usar fotos ilustrativas

O uso de imagens que não condizem com o item vendido é bastante comum, porém deve ser evitado sempre que possível. Prefira fotografar os produtos da sua loja e destacar os detalhes para evitar que o cliente se sinta enganado. 

3.Use vídeos sempre que precisar 

Vendas realizadas pelas redes sociais ou WhatsApp devem ser amparadas pelo máximo de recursos possíveis. Isso ajudará o cliente a entender e conhecer o produto que está à venda. Faça vídeos, mostre os detalhes dos produtos e envie para os clientes. 

4.Conte com recursos auxiliares

Além de descrever o produto, incluindo as medidas, cores, tecido e outras informações sobre a peça, o vendedor precisa contar com recursos auxiliares. Busque imagens de pessoas usando aquele produto, isso dará uma noção de tamanho e proporção das peças. Use tabelas de medidas e envie para os clientes. Procure referências de composições com as peças.
Todas essas ações ajudarão o cliente a entender melhor como é a peça e como pode usá-la. 


5. Negocie com o cliente

Caso a devolução não seja motivada por defeito no produto, você pode tentar negociar com o cliente. Ofereça um cupom de desconto para a próxima compra, um brinde, uma consultoria de estilo para usar a peça com outras composições... Enfim, use a sua imaginação para não perder essa venda e esse cliente. 

Já passou por devoluções de produtos e conseguiu contornar? Compartilhe sua experiência conosco. 

Compartilhe essa página

Deixe seu comentário